Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

[email protected]

Google começará a pagar para licenciar o conteúdo Postado em: 29/06/2020 Editores també receberão por conteúdo de acesso gratuito 
Em uma grande mudança de sua prática de longa data de não pagar editores diretamente para distribuir seu trabalho, os executivos do Google informaram que o gigante das buscas está criando um programa de licenciamento para pagar aos editores "por conteúdo de alta qualidade" como parte de uma nova notícia lançamento do produto ainda este ano. Isso é importante porque os reguladores em todo o mundo ameaçam o Google com políticas amplas que o forçam a pagar aos editores nos termos dos formuladores de políticas. O Google pretende superar essa ameaça introduzindo seus próprios termos de pagamento, além de fortalecer seu relacionamento com a comunidade de editores em apuros. O novo programa, a ser anunciado na íntegra ainda este ano, consiste em dois aspectos: 1. pagará editores selecionados para distribuir seu trabalho (seja vídeo, áudio, imagens ou texto) como parte de um novo produto de notícias, cujos detalhes não foram divulgados; 2.também pagará pelo acesso gratuito para que os usuários leiam artigos pagos no site de um editor, quando disponíveis, para ajudar esses editores a aumentar seu público. O Google já assinou acordos de parceria com publicações locais e nacionais na Alemanha, Austrália e Brasil e planeja expandir para outros países nos próximos meses. Fonte: Axios

Em parceria com FCB, Out Leadership lança pesquisa inédita sobre apoio à comunidade LGBTQ+ no local de trabalho e o impacto do trabalho remoto
A Out Leadership, rede mundial de empresas e líderes corporativos da comunidade LGBTQ+, lançou ontem a pesquisa AllyUp: Ally is a Verb. Esse é o primeiro estudo dessa natureza e foi realizado ao longo dos últimos 18 meses, em parceria com a FCB, que faz parte da Out Leadership, e com o apoio da Ernst & Young LLP (EY). O lançamento faz parte da iniciativa pioneira da Out Leadership denominada "Proudly Resilient", com um mês inteiro de eventos de orgulho LGBTQ+. Historicamente, a palavra inglesa "allyship" se refere às formas como as comunidades não marginalizadas defendem e apoiam as necessidades e as vozes de pessoas colocadas à margem. Os aprendizados decorrentes dessa pesquisa se aplicam a todos os debates em torno do racismo, nacionalismo, xenofobia e muito mais: a autenticidade da allyship está ligada ao seu foco em educação, ação, atendimento das necessidades e ampliação das vozes da comunidade que busca apoiar. Atualmente, a allyship é mais importante e relevante do que nunca. O fundador e CEO da Out Leadership, Todd Sears, afirmou que "Allyship precisa ser um verbo. Nossa pesquisa mostra que existe uma lacuna entre a intenção e a ação; por isso, nossa expectativa na Out Leadership é que, a partir da medição dessa lacuna, possamos trabalhar coletivamente para fechá-la". "Espero que as descobertas da AllyUp incentivem as empresas a engajar ativamente seus aliados LGBTQ+", declarou Rich Jeanneret, Vice-presidente e East Region Managing Partner da Ernst & Young LLP, e membro do Conselho Consultivo Global da Out Leadership. "Na EY, acreditamos que a diversidade e a inclusão são responsabilidade de todos. A allyship deve criar ambientes onde as pessoas se sintam não apenas apoiadas, mas também capazes de se integrar e prosperar com orgulho".  

Microsoft fecha todas as suas lojas físicas e promete reinventar seus espaços de experiência
A Microsoft anunciou na sexta, 26/6, uma mudança estratégica em suas operações de varejo, incluindo o fechamento de suas lojas físicas da Microsoft Store. Os membros da equipe de varejo da empresa continuarão atendendo os clientes das instalações corporativas da Microsoft e fornecendo remotamente vendas, treinamento e suporte. A empresa continuará investindo em suas fachadas digitais no Microsoft.com e nas lojas Xbox e Windows, atingindo mais de 1,2 bilhão de pessoas todos os meses em 190 mercados. Também serão reinventados os espaços que atendem a todos os clientes, incluindo os centros de experiência da Microsoft em Londres, Nova York, Sydney e Redmond. Fonte: Oficina da Net
Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2020 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia