Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

[email protected]

Tiktok: 6 boas práticas para alavancar negócios Postado em: 18/02/2020
Aplicativo não é como outras plataformas de mídia social, e a abordagem deve ser diferente para envolver os usuários
Antes conhecido como Musical.ly, TikTok é uma das plataformas de mídia social que mais crescem hoje. A popularidade do aplicativo vem do tamanho dos vídeos postados pelos usuários. Em uma reminiscência dos primeiros dias do serviço de hospedagem de vídeo Vine, o TikTok alavancou o poder do vídeo curto produzido em dispositivos móveis, juntamente com o aspecto interativo de uma rede social. Para os profissionais de marketing, no entanto, o TikTok não é como outras plataformas de mídia social, e a abordagem deve ser diferente para envolver os usuários. Mas, embora o meio de engajamento seja diferente, alguns dos mesmos princípios do marketing tradicional permanecem intactos - idéias como envolver os usuários por meio da narração de histórias e direcionar o público demográfico correto com a mensagem. Eis o que pensam alguns importantes profissionais. Amrita Gurney, da CrowdRiff, recomenda que "olhem antes de saltar" como nos primeiros dias do Twitter e Snapchat. Em vez de criar seu próprio conteúdo original, é melhor usar influenciadores e posicionamento de produtos para alcançar as pessoas no TikTok. Syed Balkhi, da WPBeginner. acha que as empresas precisam se concentrar na criação de histórias que entretenham e se envolvam com as pessoas, em vez de apenas se promoverem. Reid Carr, da Red Door Interactive, sugere entender qual persona do público da sua marca também é nativa na plataforma, entender com o que eles se envolvem e por quê. Em seguida, construa suas ideias a partir dessas observações. Patrick Ward, da Rootstra, acha que as empresas devem procurar criar momentos virais para uma área diferente: a imprensa. Faça isso e seus esforços não serão em vão. Marc Landsberg, da SOCIALDEVIANT, sugere sermos divertido, usarmos memes e desafios de hashtags que as pessoas vão adotar e compartilhar. Acima de tudo, alerta, nunca adapte simplesmente o conteúdo de outras plataformas - garanta que seu conteúdo seja nativo do TikTok. Caso contrário, você será totalmente ignorado, ou pior. Fonte: Advertising Age 

Walmart vai descontinuar seu serviço de compras pessoais, Jetblack
O Walmart disse que interromperá seu serviço de compras pessoais, Jetblack, em 21 de fevereiro. O anúncio se segue a umareportagem do The Wall Street Journal de que a empresa encerrou as negociações para desmembrar o negócio e agora o reestruturará. O Walmart conversou com potenciais investidores, incluindo Microsoft, United Parcel Service e empresas de capital de risco, de acordo com o relatório. A Jetblack notificou os clientes sobre o fim do serviço na quinta-feira. Ele disse que não aceitaria mais novos pedidos, mas atenderia aos pendentes. Ele também disse que reembolsaria a todos os clientes sua taxa mensal de US$ 50. Cerca de 300 funcionários da Jetblack perderão seus empregos e 58 outros se tornarão uma equipe de conversação comercial para o Walmart, disse o porta-voz da empresa Ravi Jariwala. Segundo especialistas, o problema era que consumidores mais sofisticados não associavam o gigante do varejo às compras de luxo. E não apenas a Jetblack estava lutando para adquirir usuários, como os que tinham estavam saindo caro. De acordo com o Wall Street Journal, o Jetblack tinha menos de mil clientes no ano passado e estava perdendo cerca de US+$ 15.000 por membro anualmente a partir do verão de 2019. O serviço de compras pessoais não alcançou o nível esperado pelo Walmart, e seus o método de entrega com uso intensivo de recursos mostrou-se inútil (e insustentável). O Walmart está avançando na batalha com a Amazon.com para conquistar compradores digitais, mas seu empreendimento Jetblack pode ter visto o negócio se afastar muito da sua zona de conforto. Fonte: MyTotalRetail

Storyful lança marketplace de licenciamento de vídeo
A Storyful lançou um mercado de licenciamento de vídeo, chamado Storyful Video, que permitirá que meios de comunicação e empresas de produção comprem conteúdo diretamente do arquivo Storyful de vídeos gerados por usuários para transmissão ou publicação digital. O Storyful tem quase 17.000 vídeos sociais licenciados pelos criadores de conteúdo. "Licenciamos conteúdo há quase uma década e continuamos a fazê-lo todos os dias", disse Darren Davidson, editor-chefe da Storyful, ao Publishers Daily. "Com o Storyful Video, estamos facilitando o licenciamento de clipes individuais para novos clientes, principalmente se eles estiverem trabalhando com prazos apertados". Fonte: MediaPost Publishers Daily 
Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2020 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia