Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

[email protected]

Ex-moderadores de conteúdo processam Facebook por PSTD Postado em: 06/12/2019
Já houve ações semelhantes antes, mas esta ação irlandesa tem o potencial de causar mais dores de cabeça à Rede Social
Como moderador de conteúdo do Facebook, o trabalho de Chris Gray, residente em Dublin, consistia em assistir ao abuso infantil, tortura de animais e execuções -- imagens perturbadoras que deixavam sua saúde mental em frangalhos. "Levei um ano depois que saí para perceber o quanto fui afetado pelo trabalho", confessou Gray. Um médico diagnosticou Gray com transtorno de estresse pós-traumático como resultado de seus 10 meses de trabalho na CPL Resources, uma das empresas que o Facebook paga para lidar com a moderação de conteúdo -- e agora, ele está liderando uma ação contra o Facebook Ireland e a CPL por causar essa perturbação psicológica. trauma. Gray é um dos 12 ex-moderadores de conteúdo listados como autores na ação. Outro, Sean Burke, também falou com o Vice sobre como a experiência afetou sua saúde mental. "Eu tive que usar antidepressivos por trabalhar no trabalho", disse Burke ao vice. "Às vezes eu estava resolvendo meus problemas com álcool para dormir porque pelo menos não estava sonhando quando dormia depois de tomar algumas bebidas comigo". Em março, dois ex-moderadores entraram com uma ação semelhante contra o Facebook na Califórnia, alegando que seu trabalho na empresa lhes causou trauma psicológico. No entanto, como apontado pelo Vice, esse processo mais recente pode causar problemas maiores para o Facebook, porque as regras de segurança no local de trabalho da Califórnia não são tão rigorosas quanto as da Europa. Além disso, os tribunais irlandeses podem estar mais dispostos que os Estados Unidos a forçar o Facebook a divulgar detalhes importantes sobre o conteúdo que os moderadores veem, o que poderia ajudar o caso dos queixosos de que a empresa deveria estar fazendo mais para proteger sua saúde mental. "Eles precisarão divulgar a quantidade de conteúdo tóxico que as pessoas são expostas diariamente", disse Cori Crider, diretor do grupo de advocacia Foxglove, sediado no Reino Unido, que está ajudando os demandantes no processo, à Vice. "Quantas decapitações? Quanta pornografia infantil? Quanta tortura animal? É horrível, mas esse é o material real que os moderadores lidam o tempo todo." Fonte: Futurism

Governo americano suspende planos de expandir reconhecimento de rostos em aeroportos para cidadãos dos EUA
O departamento de segurança doméstica dos EUA confirmou que não expandirá as varreduras de reconhecimento de rosto para os cidadãos dos EUA que chegam e partem do país, dias após o anúncio de que a agência pretendia tornar obrigatória a varredura para cidadãos. O departamento, cuja responsabilidade é a proteção de fronteiras e os controles de imigração, disse em um documento que queria "alterar os regulamentos para garantir que todos os viajantes, incluindo os cidadãos dos EUA, possam ser fotografados na entrada e / ou na partida". A União Americana das Liberdades Civis criticou a medida, dizendo que tinha "profundas preocupações com a privacidade", apesar das promessas do governo de que não tinha planos de expandir as verificações de reconhecimento facial para os americanos. Atualmente, os cidadãos dos EUA podem optar por não realizar varreduras de reconhecimento de rosto no aeroporto, mas é necessário que cidadãos e visitantes estrangeiros digitalizem seus rostos ao chegar ou sair dos EUA, onde os sistemas estão instalados. Fonte: TechCrunch

Nova York lança piloto de frota de bicicletas de entrega com Amazon, UPS, DHL
Amazon já usa bicicletas elétricas para clientes do Prime Now
A cidade de Nova York está trabalhando com a Amazon e os serviços de entrega UPS e DHL para lançar uma frota de 100 bicicletas de carga, em um esforço para aliviar o congestionamento rodoviário durante a temporada de férias movimentada e além. A Amazon já usa bicicletas elétricas para entregar aos clientes do supermercado Prime Now em partes da cidade. Fonte: Forbes



Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2020 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia