Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

[email protected]

Amazon quer dar aos usuários US$ 10 para rastreá-los em toda a web Postado em: 18/07/2019
"É uma informação incrível para a Amazon do ponto de vista estratégico", diz um especialista
A Amazon está oferecendo aos seus clientes um cupom de US$ 10 em troca de rastreá-los em toda a web em uma promoção que, segundo especialistas, oferece à gigante do varejo o-line uma visão sem precedentes sobre os hábitos de navegação na web. A promoção está sendo oferecida como parte do Prime Day, uma espécie de black friday da Amazon que começou na segunda, 15/7, e só acabou nesta quarta (um dia de até 36 horas). O acordo exige que os membros do programa Prime instalem o Amazon Assistant, uma extensão do navegador que permite aos usuários fazer comparações. A empresa diz que coleta e processa informações que incluem o URL, os metadados da página e partes do conteúdo em qualquer site que você visitar ao usar o Assistente, acrescentando que ele pode usar essas informações para fins de marketing. "Isso dá à Amazon uma visão holística da sua atividade na web que é francamente sem precedentes por um varejista de comércio eletrônico", diz Jeremy Tillman, presidente da Ghostery, fabricante de uma popular extensão de navegador que impede o rastreamento. "Em vez de mostrar uma atividade individual do website, como o que você está procurando comprar no Target, o [Amazon] prefere se sentar diretamente no seu navegador e assistir a todos os seus movimentos na Web". De acordo com Tillman, a Amazon pode ver se alguém não conseguiu encontrar um produto específico na Amazon, bem como para onde foi. Ele também fornece insights sobre o comportamento social da pessoa, acrescenta, permitindo que a Amazon monitore atividades em lugares como Twitter, Facebook e LinkedIn. "É uma informação incrível para a Amazon a partir de uma perspectiva estratégica", diz ele. Uma porta-voz da Amazon contestou as alegações de Tillman, acrescentando que não coleta dados de sites de redes sociais. Fonte:Advertising Age

Aumenta o custo de fazer negócios com influenciadores
Alguns influenciadores aceitam produtos gratuitos como pagamento por endossos; outros cobram milhares de dólares por um único post. Embora a escala de compensação varie de acordo com o tipo de conteúdo e o de conteúdo, alguns profissionais de marketing estão preocupados com o fato de que se unir aos influenciadores de mídia social está ficando caro. De acordo com uma pesquisa realizada em janeiro de 2019 pelo serviço de marketing de influência Mediakix, mais de um terço dos profissionais de marketing dos EUA disseram que o aumento do custo dos influenciadores foi um dos principais desafios de marketing nesse setor. A Klear, outra plataforma de influência, pesquisou mais de 2.500 influenciadores entre janeiro e março de 2019 para encontrar o pagamento médio por postagem com base na contagem de plataformas e seguidores. A taxa atual dos vídeos do YouTube é maior do que qualquer outra, independentemente do tamanho dos seguidores do influenciador, por Klear. Os nano influenciadores, que a Klear define como tendo entre 500 e 5 mil seguidores, ganham em média US$ 315 por vídeo no YouTube, enquanto os influenciadores de "poder" (entre 30.000 e 500.000) ganham US$ 782 por vídeo, em média. As marcas estão dispostas a pagar um prêmio por postagens em vídeo no Instagram também. Nano-influenciadores fazem uma média de US$ 114 por post de vídeo no Instagram, em comparação com US$ 100 para um post de imagem e US$ 43 para uma história. Os usuários avançados ganham em média US$ 775 para um vídeo no Instagram, US$ 507 para uma postagem de imagem e US$ 210 para uma reportagem. Mas nem todas as marcas estão gastando muito para campanhas de influenciadores. Muitos profissionais de marketing demonstraram interesse significativo no Instagram Stories e estão se concentrando em trabalhar com microinfluenciadores, que têm seguidores menores, mas dedicados. De acordo com uma pesquisa da Econsultancy de agosto de 2018, 56% dos profissionais de marketing dos EUA e do Reino Unido trabalham com microinfluenciadores porque são mais econômicos do que trabalhar com talentos de primeira linha. Fonte:eMarketer

Como voz está se tornando uma especialização de agências
Cresce o número de agências especializadas em voz, como a dedicada consultoria Mindshare e sua campanha ganhadora do prêmio Gold Cannes Lion para a Honey Nut Cheerios, que hackeou o Alexa durante o Prime Day 2018. A voz "não é bem um faroeste, mas certamente ainda não está estabelecida", diz Jim Cridlin, da Mindshare, acrescentando que "há muitas oportunidade para que marcas e agências sejam criativas". Na semana passada, a Voiceworks foi lançada no Reino Unido, alegando ser a "primeira consultoria em primeira voz e serviço completo do mundo", com a promessa de "ultrapassar os limites" para oferecer uma estratégia de voz de ponta a ponta para marcas cada vez mais curiosas. Enquanto isso, a Mindshare lançou uma consultoria no final do ano passado para aconselhar os clientes sobre o crescente espaço. O fato de as agências de publicidade estarem se concentrando no atendimento a clientes neste espaço não é surpreendente, dada a rápida adoção da tecnologia de voz. A Deloitte diz que o mercado global de alto-falantes inteligentes crescerá 63% em 2019, atingindo uma base instalada de 250 milhões, enquanto a empresa de pesquisa Markets and Markets diz que a indústria crescerá de US $ 1,57 bilhão em 2017 para US $ 11,79 bilhões até 2023. Além disso, dados da VoiceBot dizem que um em cada cinco os adultos agora têm um alto-falante inteligente e no Reino Unido a adoção foi de 10 milhões de usuários ativos no início de 2019. Fonte: The Drum
Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2019 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia