Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

[email protected]

Reguladores alemães, na prática, proíbem negócio de publicidade do Facebook Postado em: 12/02/2019
Rede social não poderá mais forçar seus usuários a concordar com a coleta e a atribuição praticamente irrestritas de dados que não sejam do Facebook
O modelo de publicidade altamente lucrativo do Facebook depende do rastreamento de seu bilhão de usuários, somado aos bilhões do WhatsApp e Instagram, em toda a web e aplicativos de smartphone, coletando dados sobre quais sites e aplicativos eles visitam, onde compram, o que gostam e combinando todas essas informações em perfis abrangentes de usuários. O Facebook afirmou que a coleta de todos esses dados permite que a empresa exiba anúncios mais relevantes aos interesses dos usuários. Os defensores da privacidade argumentam que a empresa não é suficientemente transparente sobre os dados que possui e o que faz com eles. Como resultado, a maioria das pessoas não entende a grande compensação que está fazendo com suas informações quando se inscrevem no site "gratuito".Na quinta-feira, 7/2, a agência antitruste da Alemanha determinou que o Facebook estava explorando os consumidores exigindo que eles concordassem com esse tipo de coleta de dados para ter uma conta, e proibiu a prática daqui para frente. O Facebook não poderá mais forçar seus usuários a concordar com a coleta e a atribuição praticamente irrestritas de dados que não sejam do Facebook em suas contas de usuários do Facebook", disse o presidente da agência, Andreas Mundt, em comunicado anunciando a decisão. "Nós discordamos de suas conclusões e pretendemos apelar para que as pessoas na Alemanha continuem a se beneficiar plenamente de todos os nossos serviços", escreveu o Facebook em um post no blog respondendo à decisão. A empresa tem um mês para recorrer. Se isso falhar, o Facebook teria que alterar como processa os dados internamente para os usuários alemães, e só poderia combinar os dados em um único perfil para uma conta do Facebook com o consentimento explícito do usuário. Fonte: Wired

Google aposta todas as fichas no YouTube TV
Com o Google perdendo, segundo estimativa de um analista no ano passado, cerca de US$ 60 milhões anuais em sua plataforma virtual de TV paga, YouTube TV, você pode pensar que o vMVPD (virtual multichannel video programming distributor) seria apenas mais um daqueles serviços voltados para telecomunicações da qual a gigante do Vale do Silício logo desiste, como o Google Fiber. Mas o Google parece estar apostando no longo prazo. 
O YouTube TV é "um produto empolgante", declarou o CEO do Google, Sundar Pichai, no início da semana passada durante a teleconferência de resultados do quarto trimestre da empresa. "É diferenciado e tem um valor de longo prazo para nós, porque traz nossos produtos de publicidade juntos, incluindo a possibilidade de atendê-lo na TV", acrescentou Pichai. "Então, estamos claramente investindo em áreas onde vemos oportunidade. Somos bem cuidadosos em garantir que nossos investimentos gerem crescimento do outro lado. E assim, monitoramos com métricas e superamos o engajamento e o crescimento da receita, e vemos muitas oportunidades aqui. O YouTube TV acaba de anunciar no final do mês passado que finalmente completou seu lançamento nacional quase dois anos após o lançamento, com o serviço de streaming ao vivo disponível em 98% dos EUA. Fonte: Multichannel News

Twitter: 126 milhões de usuários diários, receita de US$ 909 milhões no quarto trimestre

O Twitter divulgou seus números de usuários ativos diários pela primeira vez, revelando que a plataforma atingiu 126 milhões no quarto trimestre, um aumento de 9,5% em relação ao mesmo período de 2017. A empresa reportou receita acima do esperado de US $ 909 milhões no 4º trimestre. Aumento de 24% e receita publicitária de US $ 791 milhões. Fonte: Advertising Age
Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2019 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia