Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

[email protected]

Páginas LinkedIn vão mostrar histórico de anúncios de conteúdo patrocinado Postado em: 11/06/2019
Novidade será lançada nas próximas semanas -- e é a "primeira de muitas" atualizações planejadas
O LinkedIn lançou uma aba Ads nas páginas das empresa em sua plataforma. Semelhante à guia Informações e Anúncios do Facebook para Páginas, a aba Ads do LinkedIn listará todos os anúncios nativos de conteúdo patrocinado que uma empresa executou nos últimos seis meses. Isso deverá trazer uma camada adicional de transparência à plataforma, uma iniciativa que beneficia os anunciantes e os usuários do LinkedIn. Oferecer mais informações sobre práticas de publicidade fornece uma medida de segurança para qualquer pessoa que use a plataforma regularmente. Esse nível adicional de segurança gera mais confiança no LinkedIn como plataforma - atraindo mais usuários e mais atenção aos anúncios. O LinkedIn disse que a aba Ads é a "primeira de muitas" atualizações planejadas com o objetivo de fornecer aos usuários mais informações sobre os anúncios exibidos na plataforma. Ela será lançada globalmente nas próximas semanas, portanto, pode não estar imediatamente disponível em todas as páginas de empresas. Os cliques em anúncios da guia "Anúncios" não serão cobrados dos anunciantes nem calculados nos relatórios da campanha. Fonte: Marketing Land

Estudo: mais opções de streaming de vídeo não mudam o comportamento do consumidor
Muitos americanos acreditam que usarão mais serviços de assinatura no futuro. Mas quando se trata de streaming de vídeo, mais opções não significam que os consumidores aumentarão drasticamente o número de serviços pelos quais estão dispostos a pagar. Os players dominantes no campo -- Netflix, Amazon Prime Video e Hulu -- já estão pressionando os limites de gastos das pessoas. Mas não se espera que o comportamento do consumidor mude significativamente, com dados mostrando que o número médio de serviços de vídeo sob demanda (SVOD) entre as residências americanas SVOD manteve-se em 2,8 entre o terceiro trimestre de 2017 e o terceiro trimestre de 2018, de acordo com um estudo da Ampere Analysis. Além disso, como é bastante fácil para os clientes cancelarem suas assinaturas sem cobrar taxas de penalidade, os provedores de conteúdo provavelmente verão uma maior rotatividade, com as pessoas entrando e saindo de suas inscrições e experimentando novos serviços assim que estiverem disponíveis.
 Fonte: eMarketer

Profissionais de marketing precisam se preocupar com impacto dos influenciadores na imagem e segurança da marca
De acordo com uma pesquisa de janeiro de 2019 da agência de marketing influenciadora Mediakix, 61% dos profissionais de marketing dos EUA concordaram que é difícil encontrar os influenciadores certos para uma campanha.E mais de um em cada quatro citou a segurança e o alinhamento da marca como um desafio quando se trata de marketing de influência. Além disso, como confiar aos influenciadores a reputação da marca foi a maior preocupação para 14% dos entrevistados de marketing digital do Reino Unido e dos EUA, de acordo com uma pesquisa de agosto de 2018 da Influencer Intelligence and Econsultancy. Esses números não são particularmente grandes -- os profissionais de marketing estão mais focados em problemas como visibilidade de conteúdo e sinalização de seguidores falsos. Mas as empresas que investem seu dinheiro em influenciadores devem estar cientes das transformações potencialmente problemáticas que podem ocorrer. Fonte: eMarketer 

Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2019 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia