Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

fernando.gguimaraes@gmail.com

Aplicativos para fidelidade, nova fabrica da sagemcom, e mais Postado em: 11/07/2013

Aplicativos mobile são nova arma dos programas de fidelidade

Segundo pesquisa recente da Maritz Loyalty, realizada com 6.000 consumidores americanos, cada pessoa em média nos EUA está inscrito em 7,4 programas de fidelidade, mas apenas 63% deles estão ativamente engajados nos programas. 91% dos pesquisados baixariam um aplicativo para dispositivos móveis do programa no qual está inscrito. 73% dos usuários de smartphones gostariam de usar seu dispositivo móvel para interagir com seus programas. Esses dados são corroborados por outro estudo, realizados pela RetailMeNot, um portal de cupons digitais, e a Omnibus Company. Esse estudo descobriu que 51% dos consumidores tornam-se mais propensos a comprar produtos de uma loja quando recebem em seus celulares um cupom digital baseado em geolocalização. Aplicativos para mobile conseguem levar aos participantes ofertas adequadas no momento certo, não apenas estimulando-os para realizar mais transações, mas principalmente aumentando o coeficiente de engajamento dos programas. Considerando que o principal desafio de um programa de fidelidade é manter-se relevante para seus participantes, a utilização desses aplicativos resulta em uma base mais fiel, conclui o artigo. Leia também: Twitter vai admitir dados de terceiros para "retargeting", e outras notícias do mercado de marketing diálogo no Portal Abemd

Sagemcom apresenta nova fábrica no brasil

2500 m², 200 empregados e produção anual de 2,5 milhões de unidades - principalmente set-top boxes e gateways de banda larga. Este é o tamanho da nova fábrica da Sagemcom no Brasil, localizada em Manaus (AM). Inaugurada no último mês de dezembro, trata-se da primeira unidade fabril própria, em território brasileiro, da multinacional francesa de alta tecnologia, que atua nos mercados de banda larga (digital home, digital set-top box, banda larga e terminais residenciais), telecomunicações e energia (infraestrutura de telecomunicações, smartgrid e medição) e gerenciamento de documentos (terminais de impressão, software e soluções, fluxo de produção digital). Continue lendo em A Zona de Desconforto

Pesquisa nacional aponta impactos do efeito estufa sobre a produção agropecuária

Os primeiros resultados de um estudo que faz parte do projeto Climapest da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) aponta que o aumento da concentração de dióxido de carbono na atmosfera pode causar prejuízos para a produção agropecuária. O estudo foi apresentado em um encontro internacional que discutiu os impactos do efeito estufa, realizado em Dublin, na Irlanda, no fim do mês passado. Com base na quantidade estimada de dióxido de carbono na atmosfera daqui a 30 anos, pesquisadores do Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo (Cena-USP) criaram um ambiente com alto teor de CO2 e constataram que, nessas condições, a gramíneabrachiaria, mais utilizada na alimentação do gado no país, cresce com mais força, porém, com menos nutrientes. "Com mais fibras indigeríveis, em vez de se ter mais produção de carne - porque o boi vai ter mais pasto para comer - nós poderemos ter um problema, porque a queda na qualidade dessa comida levará o pecuarista a ter de investir mais", ponderou o coordenador da pesquisa, Adibe Luiz Abdalla, professor do Cena-USP. Segundo o pesquisador, outras culturas poderiam ser comprometidas, como as de algodão, arroz, feijão, milho e trigo. Mas, segundo ele, ainda não se sabe ao certo o real impacto do efeito estufa sobre essas plantações. Ciclo Vivo

Samsung supera Apple no uso de internet móvel

A Samsung é a fabricante de smartphones que mais registra acesso à internet a partir de seus aparelhos, segundo dados da consultoria StatCounter. A Apple figura na segunda colocação. A empresa de Cupertino lidera apenas nos Estados Unidos e Reino Unido. Em números, os aparelhos Samsung representam 25,47% dos acessos. A Apple aparece com 25,09% e Nokia, que liderava em 2012, figura com 22%. O mesmo relatório diz que o Facebook continua dominando os acessos quando o assunto é rede social no mobile, 71,3%. Pinterest figura em segundo com 8,76% dos acessos. Twitter aparece em terceiro com 6,54%. No Brasil, Apple figura com 15,94% dos  acessos. Nokia aparece com 19,68% e Samsung lidera com 34,61%. Os dados competem ao período entre julho de 2012 e junho de 2013. (E o relatório está disponível para os leitores do AZDD.) Adnews (com dados da Info)

Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2017 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia