Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Fernando Guimarães

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade

fernando.gguimaraes@gmail.com

IBM pretende usar blockchain para definir limites da realidade aumentada Postado em: 08/11/2018

Resultado de imagem para pokemon go

Sistema definirá os limites dos locais aceitáveis para os jogadores e protegerá os dados acumulados contra alterações e falsificações
A IBM solicitou uma patente para uma tecnologia baseada na Blockchain e que permitirá restringir o acesso dos jogadores em realidade aumentada (AR) a lugares proibidos. O Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos publicou o pedido no dia 1 de novembro. O documento descreve as interações entre dispositivos móveis com RA e objetos do mundo real. O sistema baseado em Blockchain definirá os limites dos locais aceitáveis para os jogadores e garantirá que esses limites não sejam ultrapassados. Um registro distribuído protegerá os dados acumulados contra alterações e falsificações. Com a nova tecnologia, os smartphones poderão receber informações sobre se este ou aquele terreno é indesejável para os jogadores. A tecnologia desenvolvida também permitirá modificar certos objetos AR proibidos e exibi-los na tela do smartphone. Na patente, a empresa explica que a realidade aumentada está ligada ao terreno, já que pode haver muitos objetos de jogo neste terreno. A Blockchain fornecerá uma interconexão entre lugares reais e jogos AR vinculados a locais específicos. Fonte: BTCSoul

Estudo mostra que millennials preferem vídeos a todos os outros conteúdos

Os millennials são mais suscetível ao vídeo do que a outras formas de conteúdo, de acordo com um estudo publicado na terça, 6/11, pela Brightcove em parceria com a YouGov. Entre os millennials pesquisados, 56% disse que vídeos são mais envolventes do que outras formas de conteúdo, versus 45% dos consumiores em geral. E 46% dos millennials preferem vídeos a outros formatos alternativos, comparado com 36% de todos os respondentes. Além disso, 66% dos millennials envolveram-se com uma marca depois de assistir um vídeo nas mídias sociais.Em contraste, 53% de todos os consumidores fizeram isso. E 62% dos millennials disse que é importantes para produtos e serviços a serem compartilhados via vídeo. Fonte: MediaPost EmailMarketingDaily

Big data e inteligência artificial no setor automobilístico são caminho sem volta
Reunidos na Web Summit 2018, representantes do alto escalão da Volkswagen, Aston Martin e Byton provaram que o uso de tecnologias digitais deixam de ser tendências para, pouco a pouco, se tornarem a regra da indústria automotiva. Nesse caminho promissor para a sobrevivência do setor, o uso de dados de motoristas passa a ser fundamental. Recursos como big data e inteligência artificial serão, assim, cada vez mais comuns em automóveis. Para Marek Reichman, vice-presidente da Aston Martin, sensores que analisam essas informações já são facilmente encontrados em modelos de luxo e em breve seus resultados serão utilizados no desenvolvimento de carros populares e carros autônomos. Fonte: Época Negócios

Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2018 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia