Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Marcia Peredelski

Psicóloga, palestrante e consultora de empresas e escolas. É graduada em Psicologia pela Universidade Metodista de São Paulo e Pedagogia pela UNIABC. Tem pós-graduação em Gestão Pedagógica e especialização em Neurociência da Aprendizagem pela Uninove. Com mais de 25 anos de experiência em psicologia clínica e escolar, atuou como gestora de escolas e orientadora educacional.

marcia.peredelski@gmail.com

O eu no outro e o outro em mim. Postado em: 18/07/2017

Sou casada há 36 anos e durante os primeiros anos  nosso relacionamento era perfeito, combinávamos em quase tudo e dificilmente discutíamos ou nos desentendíamos por qualquer motivo, porém com o passar dos anos, aprendi que a relação matrimonial requer muita paciência, dedicação, tolerância e sabedoria.

Muitas vezes, quando percebemos que as ideias são diferentes, temos uma tendência em querer fazer com que o outro aceite e temos dificuldade em tentar ouvir e compreender que o outro também pode ter razão de acordo com seu ponto de vista. É baseada nesta experiência matrimonial que inicio meu texto para levar os leitores a reflexão acerca do relacionamento humano.

Acredito que ao perceber que as ideias não batem, antes mesmo de iniciar uma discussão, deveríamos fazer um exercício simples...ouvir o outro, saber da verdade dele, e em seguida expor a sua verdade, pois se eu sei a minha e ouço a outra, terei maiores condições de analisar a situação e chegar a novas conclusões. Mais importante do que querer saber quem tem razão, é demonstrar flexibilidade...ser flexível é não ser estático, é ser inteligente e  ter empatia é estar aberto para o novo e para novas possibilidades.

Todas as pessoas que passam pela nossa vida deixam algo assim como nós deixamos marcas na vida das pessoas e quando temos uma experiência negativa em nossos relacionamentos devemos aprender com ela e deixar marcas positivas, pois, um dia quando não mais pertencermos a esse mundo, seremos lembrados pelas coisas boas que deixaremos na vida das pessoas.

Por isso a pergunta é: Que marcas você deixará nas pessoas que passam pela sua vida? Como você gostaria de ser lembrado no dia da sua morte?

Se pudéssemos nos lembrar disso diariamente certamente nos preocuparíamos em tentar levar a nossa vida com mais leveza e menos preocupações. Aprenderíamos  a respeitar o ponto de vista e as verdades alheias com mais respeito. Exemplo disso é quando nas redes sociais as pessoas postam opiniões a respeito de temas polêmicos e não demora muito mil comentários a favor e contra começam a ser elencados com opiniões de cunho pessoal que acabam causando discórdias e comentários ofensivos.

A cada dia o olho no olho tem se tornado mais difícil, as pessoas não sabem mais relacionarem-se, não sabem mais dialogar com o intuito de descobrirem juntos novas formas de olhar. Todas as nossas vivências cristalizam em nós um significado e esses significados são muito pessoais. Por isso é preciso respeitar a opinião do outro, é preciso procurar perceber a sua verdade, pois, do ponto de vista de cada um, todos têm razão.

É preciso crescer e aprender com cada vivência e com cada pessoa que passa pelo nosso caminho. Somente quando estivermos abertos a ouvir mais, refletir e falar menos é que aprenderemos a silenciar em nossos pensamentos as diferentes verdades que o mundo nos mostra.

E para finalizar este texto, retorno à minha história matrimonial e compartilho com vocês que a maturidade e o tempo são ótimos professores que nos ensinam a viver e a crescer juntos. Estamos felizes, somos parceiros, criamos uma família, somos companheiros, nos amamos e nos aceitamos exatamente como somos. É isso.

Não existem fórmulas prontas, existem possibilidades que estão ao nosso dispor o tempo todo, basta olharmos para elas e as nos permitirmos experimentá-las.

Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2017 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia