Busca: Nossos Servicos: RSS - O quê é isso?
Home do Blog Sergio Roque

Engenheiro mecânico, pós-graduado em marketing pela ESPM, com mais de 25 anos de experiência em marketing e comunicação. Sócio da consultoria de desenvolvimento pessoal "Ser O Quê" e da agência LinkLab Comunicação, atende a clientes como Itaú, Febraban, Cisco, Latam, Grupo Caôa, EMC2 e CA Technologies.

sergio@seroque.com.br

O que é Netfriendshipping e o que isso pode fazer pelo seu negócio Postado em: 20/02/2018

Uma das necessidades do empreendedor é sem duvida seu capital social, as pessoas a sua volta que lhe dão apoio, qualquer que seja a natureza deste suporte.

É claro que seu networking ou sua habilidade de construir redes de contato, mantê-las e ampliá-las faz parte da gestão deste capital social.

Para este capital não podemos recorrer a um banco, porém podemos ter uma reserva maior caso pensemos e dediquemos mais tempo a isso.

A maioria das pessoas acredita que para ter uma rede poderosa e efetiva de pessoas é necessário priorizar o convite do máximo de pessoas possível para suas redes sociais, eventos e atividades. Outras, mais egoístas cultivam relacionamentos rápidos com interesses imediatos e, depois de receber ou tentar receber da pessoa o que gostaria, a coloca em segundo plano.

Para que sua rede de contatos lhe dê suporte é necessário que em algum momento ela se engaje com sua necessidade. Os estudos mostram (Sociologia dos Movimentos, G.Davis, D.McAdam e W.Scott, Social Movements and Organizations , Nova York, Cambridge University, 2005) que qualquer movimento de engajamento começa com a ação através dos laços fortes entre conhecidos próximos, cresce devido aos laços fracos que os unem e perdura se quem estiver à frente solidificar a relação dos envolvidos na ação.

Está provado que a ação dos laços fracos é muito importante (e às vezes dependendo do empreendimento extremamente importante, veja Andreas Flache e Michael Macy " The Weakness of Strong Ties: Colective Action Failure in a High Cohesive Group", 1996 e também "The Evolution of Cooperation de Robert Axelrod), pois ela nos levas às redes sociais as quais nem nosso amigo e nem nós pertencemos, por exemplo, um amigo do amigo pode pertencer a um grupo de aficionados por um esporte ou arte que não damos bola.

Contudo, laços fracos nascem dos laços fortes, ou seja, na nossa reserva de capital social é muito mais produtivo e duradouro criar a fonte de renovação da rede, ou seja, o bom mesmo é criar amizades sinceras.

Então eu resolvi criar o conceito de Netfriendshipping. Isso mesmo, em inglês errado, mas em inglês, porque se não por aqui ninguém respeita.

O conceito é simples. É basicamente a mesma coisa que o networking, mas muito mais profundo e transformador. Tomará mais seu tempo, sem duvida, mas também lhe dará muito mais prazer e será muito mais efetivo quando precisar de suporte na sua vida.

O único senão é que você tem que se organizar com uma agenda, porque seus Net-Amigos  irão demandar além do seu tempo muita energia. Eles vão lhe convidar para festas, casamentos, batizados, velórios, passeios, enterros, churrascos, viagens, shows, conversas ao pé do ouvido e confissões.

Eles irão te convidar para o Facebook, Linkedin, Instagram e outras redes sociais. Vão te pedir para ler seus blogs, livros e escutar suas músicas.

Você se tornará parte da vida deles, compartilhando seus problemas e soluções, suas felicidades e tristezas, a vida dos seus filhos e filhas. Você se tornará parte deles e eles de você.

Eu falei que você terá que se organizar porque não poderá deixar ninguém sem a devida atenção que um Net-Amigo daria. Ligar sempre e não somente no aniversário. Dar um jeito de encontrá-los, mesmo quando você foi atropelado por uma divisão Panzer e a confusão em sua vida é grande.

Dar e receber presentes, mas principalmente dar, sem motivo, ou melhor, pelo melhor motivo de todos, você estava pensando nele.

Você precisará se conhecer mais e procurar ser melhor a cada dia porque para cultivar amizades é como cultivar um jardim. Neste caso é necessário coletar as sementes dentro de nós, no nosso jardim.

Quanto mais nos conhecemos e nos corrigimos mais autênticos nos tornamos, ou seja, ficamos mais próximos da verdade do que realmente somos e todos em nossa volta nos enxergam também mais próximos desta realidade.

A verdade atrai a verdade. Se nos dedicarmos a criar amizades desta forma e neste estado e o conceito popular que diz que nossos amigos são aqueles que nos veem como realmente somos, for verdadeiro, nosso capital social será rico de pessoas sinceras e engajadas e suas redes também terão chances de ter mais pessoas assim por afinidade.

Se conhecer e se aperfeiçoar a cada dia é o maior empreendimento da vida e a melhor forma investir no seu capital social.

Netfrienshipping. Amizades verdadeiras. Acredite. Funciona bem melhor.

Veja todos Artigos deste(a) Blogueiro(a) [Comentar (0)] [Enviar por e-mail] [Regras de Uso]

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Deixe seu comentário
Nome:
E-mail:
Comentário:
máximo caracteres.
 
Arquivo
 
Clientesa.com.br - Blog
Copyright © 2018 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered byCantini Tecnologia